Ir direto para o Conteúdo

O protetor solar é um produto indispensável para proteção da pele contra os raios ultravioletas do sol. Todos os protetores solares, para adultos e crianças, com diversos fatores de proteção, de renomadas marcas, estão nas Drogarias Pacheco.

Produtos encontrados: 2 Resultado da Pesquisa por: Anthelios Hydraox em 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 2 Resultado da Pesquisa por: Anthelios Hydraox em 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Cadastro não encontrado

Faça seu cadastro para desbloquear o melhor preço.

Ofertas incríveis da Farmacinha Pacheco

Não é novidade pra ninguém que o uso de protetor solar é indispensável, seja no verão, primavera, outono ou inverno.

O Instituto Nacional do Câncer (MS) nos dá uma noção bastante clara sobre o risco que é não usar o protetor solar.

Pensando a nível de Brasil, vemos que o clima tropical do nosso país, a grande quantidade de praias, a ideia de beleza associada ao bronzeamento, principalmente entre os jovens, e o trabalho ao ar livre (por exemplo, na construção civil e na lavoura) favorecem a exposição excessiva à radiação solar, entre inúmeras outras causas.

Além disso, é importante destacar que usar a proteção para a pele dentro de casa também é altamente recomendado.

Estamos expostos a todos os tipos de luzes, como telas azuis, e fatores de exposição, como os raios UVA e UVB que podem prejudicar a pele e causar prejuízos à saúde. Não é somente no meio ambiente que é preciso proteção, conforme continua informando o Instituto Nacional do Câncer.

Evidências demonstram que exposições no trabalho podem causar doenças, mas o número de notificações ainda é pequeno.

Algumas estimativas mostram que 10,8% dos casos de cânceres em homens e 2,2% em mulheres surgem em função de fatores relacionados ao local de trabalho, inclusive o câncer de pele.

Sabe-se que a maioria das exposições em ambientes de trabalho a esses agentes cancerígenos pode ser modificada ou eliminada, daí a importância do filtro solar para prevenção e controle desse grave risco.

Importante saber ainda, que entre 80% e 90% dos casos de câncer estão associados a causas externas. As mudanças provocadas no meio ambiente pelo próprio homem, os hábitos e o estilo de vida podem aumentar o risco de diferentes tipos de câncer.

O protetor solar auxilia no combate ao ressecamento, ao aparecimento de rugas e linhas de expressão, regula o controle de oleosidade, previne manchas e o envelhecimento precoce.

Em uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), quase 64% da população brasileira não usa proteção solar diariamente.

Pensando nisso, vários tipos de protetores, em diversas apresentações e especificações foram desenvolvidos para estimular o cuidado com a pele.

Quer saber quais tipos existem e qual deles se adequa melhor à você? A gente te conta logo abaixo!

Principais tipos de protetor solar

Todo mundo conhece as proteções clássicas quando chega o verão e é hora de ir para a praia, mas a proteção à exposição de raios solares vai muito além daquela loção corporal com cheirinho tão característico.

Protetor solar facial

Os protetores solares faciais são fórmulas pensadas especificamente para a pele do rosto, a mais exposta - tanto ao sol quanto a qualquer luz interna, como luzes azuis de aparelhos eletrônicos e computadores e smartphones.

Dão um toque mais seco à pele e são menos oleosos, em geral.

Além disso, para o público feminino, já é possível encontrar no mercado protetor solar para o rosto e o colo em tonalidades de base, para quem trabalha maquiada durante todo o dia e quer se prevenir da ação do sol e da iluminação interna sem precisar usar um produto extra.

Protetor solar corporal

Sabe aquelas famosas manchinhas, conhecidas como sardas, que podem surgir espalhadas pelo rosto, ombros e colo?

Elas podem ser evitadas com o uso de protetor solar corporal.

Não só quando estamos expostos ao sol direto na praia ou piscina, mas quando usamos roupas mais abertas, como camisetas regatas, estilo ciganinha ou tomara-que-caia.

Também é importante usar o protetor solar nas pernas, geralmente mais expostas.

Protetor solar para pele oleosa

Para quem sofre de pele oleosa e tem medo de usar a proteção, já existe a opção de proteção solar oil-free.

São fórmulas sem óleo na composição, que evitam o estímulo de produção de mais oleosidade na derme.

Opções com textura matte - ou seja, mais sequinha - e minimizador de poros também podem ser encontrados.

Protetor solar infantil

Quando o assunto é a pele sensível dos pequenos, vários aspectos precisam ser levados em consideração na hora de escolher um protetor solar infantil, começando pelo fator de proteção, que é o fator que indica maior ou menor proteção ao risco de queimaduras solares.

Habitualmente, crianças se expõem anualmente ao sol três vezes mais que os adultos, ficando naturalmente mais vulneráveis que eles. Daí a importância no uso de protetores para evitar problemas futuros e também imediatos.

Para pele de bebês e crianças, é imprescindível que o fator de proteção seja sempre o mais alto possível.

A pele delicada absorve com mais facilidade os raios UVA (ultravioleta do tipo A, que é aquele que dá a cor bronzeada à pele, atingindo a camada mais profunda da derme) e UVB (ultravioleta do tipo B, é aquele que atinge a camada mais superficial e causa a pele avermelhada) e demandam um olhar ainda mais cuidadoso.

As opções infantis ainda contam com formas divertidas para proporcionar mais conforto aos pequenos: versões coloridas e com cheiro artificial de frutas garantem que não seja incômoda a reposição a cada duas horas. Sempre se certifique que o protetor à é à prova d’água!

As desculpas acabaram: descubra novas formas de protetor solar

As loções protetoras são amplamente conhecidas, mas hoje em dia estão longe de ser a única opção para salvar a pele dos raios solares cada vez mais intensos.

Conheça outra variedade na forma de aplicação.

Protetor solar em gel

Com uma textura aquosa que lembra muito a das loções pós-sol, o protetor solar em gel promete uma mais rápida absorção, apesar de não se comprometer a combater a oleosidade natural da pele.

Protetor solar aerosol

É a aplicação mais facilitada com a mesma proteção da loção consagrada.

Porém, pela fórmula mais oleosa, é indicado apenas para uso corporal.

Protetor solar bastão

Uma opção excelente para uso no rosto e lábios. A aplicação é muito fácil, espalha bem e cobre toda a região.

É possível encontrar em tonalidades de pele, para cobrir manchas, olheiras e ainda ajudar a disfarçar imperfeições e na versão incolor.

Os batons apresentam cores maravilhosas, com diferentes graus de fatores de proteção solar, que podem também hidratar e ainda proteger contra o envelhecimento dos lábios

Protetor solar em creme

O protetor solar de textura cremosa pode ter fatores de hidratação que ao mesmo tempo que protegem, estimulam a hidratação da cútis.

Aqueles que não possuem o extra de hidratação são melhor recomendados para o corpo, e não para o rosto, pois costumam ter mais componentes oleosos na sua fórmula.

Protetor solar em pó

Os protetores solares em pó, geralmente presentes em produtos de maquiagem secos, como pós compactos, também protegem a pele dos raios UVA e UVB, mas também da luz visível (aquela proveniente dos aparelhos eletrônicos como computadores, smartphones e televisão).

Essa opção é maravilhosa para retocar o filtro durante o dia, mantendo a maquiagem e matizando a pele por mais tempo.

Escolhendo o fator de proteção solar

Na verdade, não existe uma regra aqui - exceto, claro, para bebês, crianças e pessoas com a pele extremamente sensível, que precisam do máximo fator de proteção.

Mas é importantíssimo frisar que, para cuidados adequados com a pele, é altamente recomendado evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h, e usar sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios.

Se você busca evitar ao máximo o envelhecimento precoce e prefere manter a pele sempre viçosa, use fatores 50 ou maiores sempre que possível.

É importante não esquecer que o uso do filtro solar não tem como objetivo permitir o aumento do tempo de exposição ao sol, nem estimular o bronzeamento.

O real fator de proteção varia com a espessura da camada de creme aplicada, a frequência da aplicação, a transpiração e a exposição à água.

É recomendado que durante a exposição ao sol sejam usados filtros com FPS 15 ou mais e que protejam também contra os raios UVA.

Os filtros solares devem ser aplicados 30 minutos antes da exposição ao sol e reaplicados a cada duas horas ou após nadar, suar e se secar com toalhas.